Versos

07/01/2015

Coisa linda de versos

Com você

Com versos

Converso.

No direito

No verso.

Tangiverso

Atravesso

O reverso.

Ausência

07/07/2010

 

Visita

 Ferreira Gullar 

No dia de finados

 ele foi  ao cemitério

porque era o único

lugar do mundo onde

  podia estar

 perto do filho  mas

 diante daquele

  bloco negro

 de pedra

entendeu

impenetrável

 que nunca mais

 poderia

 alcançá-lo

  apanhou do chão um

 pedaço amarrotado

 de papel escreveu

 eu te amo filho

 pôs em cima do  

mármore sob uma flor

 e saiu

Soluçando

Ferreira Gullar .

  Ferreira Gullar destaca o caráter intangível da emocão da perda e  do luto. A perda da possibilidade de contato físico com o morto,  confere ao pensamento a tarefa e única possibilidade de ressuscitar e matar o objeto de amor na  vivência emocional, percorrendo um caminho do sentimento de ausência até a vivência mais plena da morte.

    Segundo Winnicott : “Manipular a ausência, é alongar esse momento, retardar tanto quanto possível o instante em que o outro poderia oscilar sêcamente da ausência à morte.”

Ausencia

04/07/2010

Visita

Ferreira Gullar

No dia de finados

ele foi ao cemitério

porque era o único

lugar do mundo onde

podia estar

perto do filho  mas

diante daquele

bloco negro

de pedra

entendeu

impenetrável

que nunca mais

poderia

alcançá-lo

apanhou do chão um

pedaço amarrotado

de papel escreveu

eu te amo filho

pôs em cima do

mármore sob uma flor

e saiu

Soluçando

Ferreira Gullar .

Ferreira Gullar destaca el carácter intangible de la emoción de la pérdida y del luto. La pérdida de la posibilidad de contacto físico con el muerto, le confiere al pensamiento la tarea y única posibilidad de resucitar y matar el objeto de amor en la vivencia emocional, recorriendo un camino del sentimiento de ausencia hasta la vivencia más plena de la muerte.

Según Winnicott : “Manipular la ausencia, es alargar ese momento, retardar tanto como posible el instante en que el Otro podría oscilar secamente de la ausencia a la muerte.”

Saudades

10/09/2009

nícolas 044Amor mio, nos hemos

encontrado sedientos

y nos hemos bebido

toda el agua y la sangre,

nos encontramos con hambre y nos mordimos

como el fuego muerde,

dejándonos heridas…

…Pero…espérame,

guárdame tu dulzura.

Yo te daré tambiém una rosa.

 Pablo Neruda.

Narcisismo

22/08/2009

narciso2

Cruzando as fronteiras de narciso,

Vi nascer a construção do belo.

Narciso jaz na busca de si mesmo,

Do belo que se constitui do gesto.

Fronteira tênue entre narciso e eco,

Próximos mas não identificados.

Flor de narciso bela e sempre igual,

A ecoar nua no pantanal.

Ao esculpir o belo ressuscitas,

A comunicação que ecoava no vazio.

Retornas àquele que  perdera,

 Na estética da alma, a auto-estima.

o caminhoO mundo é uma goiaba
Gorda, amarela e verde
Tudo cheira a goiaba.
O corpo infantil
Na ponta dos pés
Em busca da goiaba!
Mãos de dedos finos
magras e precisas
Tomam a goiaba
O mundo em suas mãos
Ah! Vovô!
Ai de mim sem você .

Porta dos fundos

26/07/2009

POrta dos fundosPorta dos fundos

Você entrou pela porta dos fundos.

E daí?

Tudo tem que ser pela porta da frente?

Deu uma corrente de vento

No corredor do meu peito

Tentei fechar as janelas

Me pus a arrumar os tapetes,

Pétalas de flores dos vasos

A esvoaçar pela sala,

E num instante essa ordem

desordenou inteira.

Que bom que tem porta dos fundos !