Dor

03/01/2011

Minha dor é sempre maior.

Gememos aos quatro cantos.

Mas o que é essa dor ?

Estar só em um mundo,

onde ser sózinho é preciso ?

Querer abocanhar cada pedaço

dessa tarde ensolarada

Foto de Celia Brandão

apenas atrás da janela.

Enquanto alguém se delicia,

alguém reclama da falta de comida.

Mas a dor do outro é do outro.

A minha é maior,

a minha fome,

o meu desejo,

a falta que sinto.

Em um mundo,

sem lugar para todos,

minha dor tem que ser maior.