Há quem defenda que os homens preferem as mulheres mais velhas. No meu consultório não é assim que acontece e nem na minha experiência pessoal. Não sei se existem dados estatísticos que comprovem o dado na população brasileira. O que observo é que cada vez mais se fazem relações de conveniência ou de adaptação na terceira idade. Já não há muito tempo nessa fase da vida para errar, nem para se frustrar e a tolerância torna-se, então, fundamental. Mas não é isso que acontece sempre. A meu ver esse tipo de parceria se possibilita muitas vezes sacrificando a alteridade de dois ou de um dos dois. Em alguns casais a solução de sobrevivência é manter um casamento que já acabou.
Casais que estão em segunda ou terceira união formam parcerias de diferentes formatos e isso a meu ver independe da idade cronológica dos parceiros. Hoje vemos também casais mais velhos com modelos de relação onde predomina a alteridade e com formato que foge ao casamento tradicional ( morar junto, ter filho , etc). Nos casais em que os parceiros tem idades diferentes há muito tempo na população brasileira vemos o modelo, mulher mais nova e homem mais velho, em sua maioria com um crescimento da distância de idade entre os dois ao longo das últimas décadas. Esse fato chegou até a esfera do direito na discussão do que poderia ser considerado abuso e sedução quando uma adolescente se relaciona com um homem da idade de seu pai. Não tenho dado estatístico para afirmar que casais com grande diferença de idade tenham hoje uma maior predominância de mulheres como mais velhas. E caberia uma ressalva aqui : de que fase da vida estamos falando ? Mulheres mais velhas de que idade e homens de que idade ? A tirania em relação ao corpo jovem da mulher continua. Não acabou. No consultório vejo na população masculina um sentimento de maior fragilidade com o ganho de autonomia das mulheres sejam eles mais novos ou mais velhos do que a companheira. Vejo nas mulheres uma afirmação da identidade através de um maior ganho de autonomia financeira e no seu poder de ir e vir.
Mas a meu ver, o fator idade cronológica não se constitui como variável regente ou preponderante para se entender as parcerias amorosas entre homens e mulheres.
Por que citamos Macron como exemplo para fundamentar que homens jovens preferem mulheres mais velhas e não refletimos sobre o tipo de casal Trump?
Talvez para acalmar a ferida antiga da população feminina que sofre com a tirania social do corpo jovem submisso ao poder patriarcal. De mulheres que se anulam e se submetem por uma falsa segurança e status social. Poder almejar amar e ter um companheiro também na velhice a meu ver teria que advir da pergunta oposta a ” o que preferem os homens?” Seu contraponto: ” o que preferem as mulheres?”
Será que somos nós mulheres capazes dessa consciência? CB

Anúncios

05/12/2015

Ausência: lembrança de uma presença.

Parece que foi ontem
Aqui…tão perto.
Você …eu.
Nós ainda havia.
Rindo muito.
Muito.

Sons flutuavam.
Imagens vibravam.
Lembranças .
Lembranças.

Está tudo tão bem.
Quase bem.
Até que suportável
Tragável.
Às vezes intragável

Quem sabe um vinho. CB

Parceria de casal

27/10/2011

Foto de Celia Brandão

Meu amigo e inquilino beija-flor

 O jovem casal trabalha em cooperação. Não há rivalidade entre eles. Ambos colaboram na guarda e cuidados do ninho. O poder é uma invenção da comunidade humana. O poder patriarcal tenta aprisionar o que pretende excluir. Engaiolar e colocar para dentro da casa é símbolo do poder do masculino sobre o feminino. A inclusão do outro é permitir-lhe a liberdade e sua identidade .  Mamãe e papai beija-flor não brigam. A sua conexão com o instinto de auto- preservação os une em uma causa comum. Não são rivais, são parceiros na direção da luta pela vida.

Relações amorosas

23/08/2010

Há quem diga que a última coisa que gostaria de viver é um relacionamento com colega de trabalho. Ouvi depoimento de que as pessoas estão se evitando no ambiente de trabalho, ao contrário de se aconchegando.  É interessante esse testemunho e de outro lado, as queixas de assédio que tem sido veiculadas na mídia. Será que não ocorrem as duas coisas ? De um lado as pessoas estão realmente se evitando , no sentido da intimidade e de outro proliferam as ” relações express ” ou “delivery”como já ouvi falar. O prático toma o lugar do mais elaborado, que requer investimento e dedicação.  E como bem formulou Reich, as relações não satisfatórios derivam em uma “estase libidinal” que vai manter o indivíduo em contínuas tentativas pouco elaboradas ou no fechamento defensivo do evitamento.

Hay gente que dice que lo último que le gustaría vivir es una relación con un colega de trabajo.  El otro día oí que la gente se está rehuyendo en el ambiente de trabajo, en lugar de cobijarse. Resulta interesante ese testimonio de un lado y de otro las quejas de acoso sexual  que han sido difundidas en los medios de comunicación. No  ocurrirán los dos ? De un lado la gente de hecho está evitándose , respecto a la intimidad y de otro proliferan las ” relaciones express ” o “delivery” expressiones comunmente repetidas. Lo práctico sustituye  lo elaborado, que requiere inversión y dedicación.  Y como bien  planteó Reich, las relaciones no satisfactorias resultan en una “estasis libidinal” que va a  mantener al individuo en continuas tentativas poco elaboradas o en una clausura defensiva.

http://www.youtube.com/watch?v=cg2Pev4TXJs

O programa Pânico na TV essa semana fez entrevistas muito bem humoradas com mulheres perguntando que frase escrita em uma camiseta, escolheriam para enviar ao ex- namorado. Incrível a receptividade das entrevistadas que demonstraram alívio e bom-humor ao lerem as frases escritas nas camisetas trazidas pelos entrevistadores. Já não me lembro das frases mas vão aqui algumas do meu brain-storming:

Ainda bem que eu me livrei dessa!

Antes longe de alguém que se foi porque assim o desejou do que estar ao lado de alguém que deseja ir embora !

Saudades de alguém que não está mais aqui é  o cúmulo do masoquismo!

O nosso amor já era mas será que algum dia foi ?

As borboletas do meu estômago não voam mais por você!

E assim por diante. Faça as suas frases e envie para o Blog !

Feliz Dia dos Namorados !