Dependências e Apego.

29/01/2013

É importante se tratar do problema da adição considerando seus fatores psicodinâmicos, ou seja, relativos à história de vida do sujeito em sua inserção em um determinado contexto social. O sujeito que se perdeu de si mesmo, que deixou de se sentir merecedor de afeto, que se desapegou de si mesmo, procura em algo externo ao self na forma de apego um suporte para seguir vivendo. São várias as adições. O uso abusivo de substâncias é só uma delas. A adição a uma imagem idealizada de si mesmo é muito perigosa também. A adição ao consumo de produtos para fingir ser uma pessoa que não se é seria uma outra. O apego a uma muleta para evadir-se da dor é a adição. A dor do próprio vazio interno, de uma falta de contato consigo mesmo. Então temos o apego sadio e o apego patológico. A mesma palavra: apego, designando experiências positivas e negativas.

Anúncios

2 Respostas to “Dependências e Apego.”

  1. Paula Maranhão Ehlke Says:

    Muito bomm

    bjs amore

  2. Cristiano Says:

    Muito interessante… a análise do contexto social e familiar é elemento fundamental para a estruturação do trabalho eficaz, trabalhar a adicção num contexto de violência doméstica é ainda muito novo, mas um enfoque de trabalho muito interessante, com resultados maravilhosos…
    Cristiano de Paula – Psicólogo do Juizado de Violência Doméstica e Familiar de Porto Velho – RO


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: