É importante se tratar do problema da adição considerando seus fatores psicodinâmicos, ou seja, relativos à história de vida do sujeito em sua inserção em um determinado contexto social. O sujeito que se perdeu de si mesmo, que deixou de se sentir merecedor de afeto, que se desapegou de si mesmo, procura em algo externo ao self na forma de apego um suporte para seguir vivendo. São várias as adições. O uso abusivo de substâncias é só uma delas. A adição a uma imagem idealizada de si mesmo é muito perigosa também. A adição ao consumo de produtos para fingir ser uma pessoa que não se é seria uma outra. O apego a uma muleta para evadir-se da dor é a adição. A dor do próprio vazio interno, de uma falta de contato consigo mesmo. Então temos o apego sadio e o apego patológico. A mesma palavra: apego, designando experiências positivas e negativas.

Anúncios