O Mal verdadeiro

08/06/2011

                                                                                                                                        Foto: Nícolas Brandão – músico e jornalista.

O mal verdadeiro, o único mal são as convenções e as ficções sociais, que se sobrepõem às realidades naturais. Fernando Pessoa.

Sofremos porque não aceitamos o que há de mais verdadeiro em nós mesmos.

O que há de mais secreto do que aquilo que já está exposto, que transpira nossa identidade?

Sofremos porque desejamos e depois sofremos porque nos impedimos de expressar o desejo.

Somos classificados no código das doenças Cid 10 por desejar demais.

Somos educados, domesticados para não desejar e quando esse desejo aflora nos sentimos inadequados, anti-sociais, doentes.

Reprimimos nossa sede de viver e adoecemos da falta de prazer.

Deprimimos.

Sonhamos em reformar a casa, mudar de profissão, fazer uma viagem , tirar um ano sabático, imaginamos mudar tudo. Pedimos a todos os santos que acalmem nossos anseios, nosso desejo de colorir um cotidiano que se tornou insosso .

 Mas eles voltam. Batem a nossa porta a cada noite, nos acordam de manhã, nos acompanham no silêncio.

Nossos desejos como realidades naturais são  aconchego para além de toda moral e tabus sociais. São fonte de nossa ânsia de viver, que não deve ser esgotada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: