Quintal da minha infância

27/07/2009

o caminhoO mundo é uma goiaba
Gorda, amarela e verde
Tudo cheira a goiaba.
O corpo infantil
Na ponta dos pés
Em busca da goiaba!
Mãos de dedos finos
magras e precisas
Tomam a goiaba
O mundo em suas mãos
Ah! Vovô!
Ai de mim sem você .

Anúncios

6 Respostas to “Quintal da minha infância”


  1. Célia, pode parecer a vc que estou querendo agradar, mas muuuuito legal em todos os sentidos. Através da minha visão não científica venho falado muito parecido. Outra coisa tb é o fato de eu escrever artigos e poucas vezes poesia. Acabei de concluir um livro que estou esperando resposta de editoras, o tema é “mensagens subliminares das histórias infantis” abordando neste volume a da branca de neve e os sete anões. Adorei mesmo.
    BJ
    Paz
    Estela

  2. Sua filha Says:

    Essa criança vive solta dentro de você, mãe. Isso foi uma coisa que vc nunca deixou desbotar com a passagem do tempo, a alegria e o sonho de uma criança curiosa e interessada.

  3. celiabrandao Says:

    Um beijo no coração!

  4. Aguinaldo Says:

    Adorei esse poema da goiaba.
    Me lembrei do cantor baiano Luis Wanderley que gravou há muitos anos atrás:
    “Se Adão fosse nortista, juro que ele não pecava, porque em vez de comer maça, Adão tinha comido era muita goiaba. Ai que vontade de comer goiaba, vixe Maria que vontade de comer goiaba. Bichinho que vontade de comer goiaba. Meu Deus do céu que vontade de comer goiaba.”
    Continue “poemando”. Isto é, continue amando e produzindo poemas.
    Aguinaldo


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: